Detalhe do Procedimento

Mamoplastia Redutora

  • Siga-nos:

Os seios naturalmente grandes e volumosos acarretam problemas de saúde e uma queda na auto-estima, afetando a vida da mulher. As consequências do excesso mamário vão desde dores nos ombros, pescoço, coluna e marcas profundas do sutiã. Interferem também na rotina diária. Questões simples como praticar exercícios físicos e escolher roupas, acabam tornando-se um incômodo. As principais causas do volume excessivo das mamas são a genética e os estímulos hormonais. Já a flacidez é causada pelo envelhecimento, perda acentuada de peso e amamentação.


A mamoplastia é indicada para reduzir o volume mamário, para corrigir a forma e a flacidez das mamas. A cirurgia deve ser realizada preferencialmente após o desenvolvimento total das mamas, que geralmente ocorre no final da puberdade. É importante ressaltar que cada pessoa tem um desenvolvimento glandular e hormonal diferente. O momento ideal para realizar a cirurgia será indicado pelo seu médico.


 

Técnica Cirúrgica



A escolha da técnica cirúrgica adotada leva em conta o tamanho e o grau de flacidez das mamas. A incisão pode ser em torno da aréola, podendo prolongar-se até a porção central do pólo inferior da mama ou, como na maioria dos casos englobar quase todo o pólo inferior e resultar em uma cicatriz dita em T invertido. É realizada uma incisão ao redor da aréola, para reposicioná-la e reduzir seu tamanho, se houver necessidade. Em seguida remove-se o excesso de tecido glandular e gorduroso da mama, reduzindo o volume mamário.


Converse sobre suas expectativas e veja o que realmente pode ser feito no seu caso. A perfeição não existe, mas os resultados são compensadores.